Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

AS BENGALAS DE BAIÃO - UM DOS ELEMENTOS QUE MAIS NOS PROJECTAM NO EXTERIOR

História das Bengalas em Gestaçô

          

As primeiras oficinas de bengalas surgiram em Gestaçô nos finais do século XIX. Alexandre Pinto Ribeiro foi a pessoa que trouxe a técnica para o Concelho e fomentou a sua construção. Utilizou uma técnica inovadora, a técnica da dobragem, isto é, baseia-se na dobragem das pontas de madeira amolecida em água a uma elevada temperatura e com ajuda de uma barra metálica, o que permite aproveitar uma maior quantidade de matéria prima e obter um produto de maior qualidade.

 Com o desenvolvimento desta técnica, Gestaçô começou a ser conhecido como o ponto de referência de produção de bengalas, surgindo assim bastantes encomendas.

 Com a experiência foi-se aperfeiçoando a técnica, introduzindo elementos decorativos nas bengalas, designadamente, cabeças de animais, cerejeira polida, incrustações de madrepérola, prata ou ouro.

Actualmente as bengalas perderam importância a nível de estética, sendo mais utilizadas como peças de museu e pelos universitários na queima das fitas.

 

                                               Processo de fabrico

 

 

Naturais:

 

     Neste tipo de bengala é aproveitada a forma natural do ramo, como pode ser observado na figura ao lado. São utilizadas neste caso árvores que dão galhos quase rectos e lisos .

 

        Corta-se o galho nos locais apropriados.

 

 

 

 

 

 

 
 

 Envergadas e devastadas:

 

  

TORAS DE MADEIRA  

   

   São utilizadas toras de madeira 

 

 

 

      TORAS DE MADEIRA

                                                  

 

SERRA

 

Com a utilização da serra eléctrica (hoje em dia), as toras são cortadas

       

                                

  TÁBUAS 

      

Apôs a secagem da madeira, esta é cortada

 

 

 

 

   ÁGUA QUENTE

 

 Para uma melhor moldagem da madeira   esta                                             é colocada  em água a uma elevada temperatura.

 

 

              

                                      

                     

 

 

 

Este instrumento é utilizado para fazer a curvatura do punho.

  

  

  PLAINA

 

Depois de já estar curvada é utilizada a plaina, para dar forma à bengala.

 

 

 

 LIMAS e GROSAS

Nesta fase utiliza-se a lima para aperfeiçoar e suavizar a bengala.

 

 

   

  Começa depois a criatividade do artesão, utilizando os seguintes   instrumentos: 

 

 FORMÕES

produzindo estas obras de arte...

 

 

 

 

 

 

Já concluído o processo de fabrico da bengala,  é envernizada a bengala. Este verniz é feito pelo próprio artesão, misturando laca + álcool. Ao invés do pincel é comum o uso da boneca (chumaço de algodão para aplicar o verniz).

 


As bengalas são postas a secar em cabides depois, onde ficam estocadas em forma de mostruário.

 

 

 

 

 

As bengalas já têm um lar em Baião. A Casa das Bengalas no lugar de Carvalhais em Gestaçô, foi criada para que as gerações mais jovens "não deixem morrer" a arte das Bengalas de Gestaçô  O nosso grupo ao fazer este levantamento na oficina dos artesãos prova que não morrerá nunca. Preservar a memória histórica de um ofício com largas décadas de tradição, valorizar socialmente a actividade e criar um espaço de exposição, demonstração e comercialização do produto, são os objectivos porque foi criada a Casa das Bengalas.

 

 

Casa das Bengalas

  

Em breve publicaremos a entrevista ao senhor Bengaleiro.    

    

                         ENTREVISTA A UM BENGALEIRO

 

Nome: ­­­­­­­­­Eduardo Agostinho Ferraz Cardoso.

 

Idade: 54

 

Morada: Lugar da Estrada – Gestaçô.

 

Como surgiu o gosto pelo fabrico das bengalas?

Porque fui habituado desde criança. O meu avô e meu pai também já o faziam.

 

Materiais necessários para o seu fabrico?

Madeira, tina, vernizes.

 

Como é feita a sua recolha?

Normalmente a madeira é de cerejeira.

Compro-a a lavradores.

 

Há quanto tempo exerce a profissão?

Cerca de 40 anos.

 

As bengalas têm muita procura?

Alguma, depende das épocas. Normalmente são mais procuradas nos meses de Verão.

 

Qual a sua opinião acerca da construção da casa das bengalas em Gestaçô?

Acho que foi uma boa iniciativa para as pessoas ficarem a conhecer melhor o nosso trabalho e a forma como são fabricadas.

 

Na sua opinião trouxe alguns benefícios?

Sim, para a divulgação e venda de bengalas.

 

O que falta fazer para que as bengalas de Baião sejam mais conhecidas?

De momento têm sido feitos todos os esforços para que as pessoas conheçam melhor o nosso trabalho, através de feiras de artesanato e exposições.

 

 Pretende exercer esta profissão sempre? Porquê?

Sim, porque gosto daquilo que faço.

 

O que espera do futuro das bengalas?

Espero que tenha continuidade, que as gerações futuras continuem o nosso trabalho.

 

                                        

                                                                                                                         

 

 

publicado por gerbasio às 15:50

link do post | comentar | favorito
3060 comentários:
De sara a 10 de Agosto de 2010 às 12:28
É para informar que o Museu da Bengala encontra-se novamente aberto, se quisrem visitar vai estar sempre de portas abertas.
De Diamantino Pinto Ribeiro a 3 de Outubro de 2010 às 21:24
Estive em gestaçô passei no museu dia 24/09/2010 e dia 25-09/2010 ele estava fechado, deixo aqui meu descontentamento e protesto sobre citaçoes dessa infeliz citada acima,inclusive o museu fica em frente a escola que meus irmãos estudaram, mas já mudaram também a data da inauguração, nesse lugar parece que tudo se muda e tudo se toma conta, se inaugura uma escola que já existia,as coisas são tortas iguais as bengalas.e cada dia aparece novo dono, eu pensava que só no Brasil tinham gente esperta.VIVA O ESPERMA.
Diamantino Pinto Ribeiro

Comentar post

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.mais sobre o grupo

.posts recentes

. DANÇAS TRADICIONAIS

. DIA DAS MÃES

. O 1º DE MAIO

. COMEMOROU-SE O 25 DE ABRI...

. REFLECTIMOS SOBRE AS IDEI...

. REALIZOU-SE O DEBATE «VAL...

. DEBATE - VALORIZAÇÃO DO P...

. Futuro Parque Verde

. A Páscoa

. Um Festival da Juventude ...

. Homenagem à Belita

. APOSTA NA JUVENTUDE

. DIA INTERNACIONAL DA MULH...

. A FUNDAÇÃO EÇA DE QUEIRÓS

. CONHECE O BOLO/BISCOITO D...

. CARNAVAL EM BAIÃO

. BAIÃO - VIDA NATURAL

. AS BENGALAS DE BAIÃO - UM...

. O QUE SE VAI FAZENDO NO N...

. TRADIÇÕES DE BAIÃO

. Músicas de Baião

. BAIÃO É JÁ UMA VILA CRIAT...

. A História e o Património...

.subscrever feeds